Fases do desenvolvimento da criança

Você já conhecia ou já tinha ouvido falar sobre as fases do desenvolvimento da criança? De acordo com estudos e pesquisas realizadas por Jean Piaget, a criança aprende a partir da construção e reconstrução de pensamentos e esse aglomerado de ações são chamados de “estágios”. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um deles, pois desta forma é possível entender melhor as fases pelas quais os nossos pequenos estão passando.

– Sensório-motor (0 até 2 anos de idade): Momento onde a coordenação motora dos bebês começa a se desenvolver e ela percebe que seus movimentos geram ações. É uma fase marcada por descobertas de sensações, movimentos e é também a época em que os bebês começam a imitar o que veem em seu cotidiano e a linguagem começa a se formar a partir de alguns sinais como o grito e sons que remetem a palavras curtas (ex: “papa” > papai, “mama” > mamãe).

– Pré-operatório (2 até 7 anos de idade): Podemos dividir esse estágio em duas partes: a) dos 2 aos 4 anos de idade da criança e b) dos 4 aos 7 anos de idade. Dividimos assim, pois no primeiro momento temos a fase do egocentrismo, ou seja, os pequeninos acabam tornando-se um tanto quanto “egoístas”, pois possuem um pensamento voltado apenas às suas próprias ações e experiências, embora elas já possuam certo convívio com outras pessoas.
Já no segundo momento, temos a fase do pensamento intuitivo, ou seja, é a famosa fase dos porquês. Este também um período em que eles já conseguem a “brincar de faz de conta”, portanto é importante que se estimule a criatividade e a imaginação das crianças, pois elas já possuem a capacidade de imaginar cenas a partir de uma história contada, por exemplo.

– Operatório concreto (8 a 12 anos de idade): Nesta fase, eles já estão utilizando a lógica para solucionar problemas mais concretos como, por exemplo, questões matemáticas. Nesta idade, eles estão desenvolvendo noções de alguns pontos importantes como: tempo, espaço, ordem, casualidade, etc. Nesse período ocorre também, um entendimento maior das regras sociais e começam a aflorar neles o senso de justiça e reciprocidade.

– Operacional formal (a partir dos 12 anos de idade): Neste estágio o raciocínio lógico já está completo, ou seja, a criança é capaz de lidar com os mais variados tipos de situações: concretas e abstratas. Pode-se dizer também que a partir desta época, eles criam certa autonomia para desenvolver e criar possibilidades e teorias.

É valido lembrar que nem todas as crianças vão desenvolver determinadas habilidades no tempo estabelecido por esses estágios, cada um leva seu próprio tempo. Porém, estimular os nossos pequenos para que eles se desenvolvam da melhor forma possível é algo sempre válido.

Fontes:
https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4268711/mod_resource/content/1/Desenvolvimento_Infantil.pdf

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/psicologia/jean-piaget-e-as-fases-do-desenvolvimento-infantil/55035

https://www.unicamp.br/iel/site/alunos/publicacoes/textos/d00005.htm

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *