O Metaverso também pode ser um grande aliado no Ensino Fundamental.

O Ensino Fundamental é uma fase importante na formação escolar de todas as crianças e jovens, e o Metaverso pode ser uma ferramenta valiosa para ampliar as possibilidades de aprendizado. Aqui estão algumas razões pelas quais o Metaverso pode ser útil para o Ensino Fundamental:

1.            Aprendizado interativo: O Metaverso permite que as crianças e jovens experimentem e interajam com conceitos e ideias de forma lúdica e imersiva, ampliando sua compreensão e retenção do conhecimento.

2.            Colaboração e trabalho em equipe: O Metaverso oferece a possibilidade de se trabalhar em grupo, permitindo que os estudantes colaborem em projetos e atividades, desenvolvendo habilidades sociais e de trabalho em equipe.

3.            Aprendizado personalizado: Com a possibilidade de escolher seu próprio caminho de aprendizado, cada estudante pode avançar no seu próprio ritmo e focar nos assuntos que lhe interessam.

4.            Estímulo à criatividade: O Metaverso permite que os estudantes criem e explorem seus próprios ambientes virtuais, estimulando sua criatividade e imaginação.

5.            Inclusão tecnológica: O Metaverso pode ser uma ferramenta valiosa para incluir crianças e jovens com necessidades especiais, ampliando suas possibilidades de aprendizado e interação social.

Em resumo, o Metaverso pode ser uma ferramenta importante para complementar o Ensino Fundamental, ampliando as possibilidades de aprendizado e proporcionando uma experiência mais rica e interativa. É importante, no entanto, levar em conta a supervisão e o acompanhamento dos professores para garantir o uso adequado e seguro desta ferramenta.

Fonte: @rabbitdigital

Como lidar com a insegurança e incertezas na adolescência?

A adolescência é uma fase de transição, marcada por mudanças físicas, emocionais e sociais. É normal que os jovens experimentem inseguranças e incertezas, especialmente quando se trata de amizades. Aqui estão algumas dicas para ajudar a lidar com a insegurança nos relacionamentos durante o Ensino Médio:

1. Conheça a si mesmo: Aprender sobre suas próprias necessidades, valores e personalidade pode ajudá-lo a encontrar amigos que compartilham de suas paixões e interesses.

2. Mantenha sua confiança: Lembre-se de seu próprio valor e não se compare com os outros. Não tenha medo de ser você mesmo e se destacar por suas habilidades e talentos.

3. Busque apoio: Se sentir sobrecarregado, não hesite em procurar apoio de adultos de confiança, como pais, professores ou terapeutas.

4. Valorize a diversidade: Aceite as diferenças entre as pessoas e procure amigos com personalidades, opiniões e origens diversas. Isso pode ampliar sua visão de mundo e lhe proporcionar novas perspectivas.

5. Seja autêntico: Não tente mudar para agradar aos outros. Seja você mesmo e busque amizades baseadas em honestidade e confiança.

6. Saiba escolher: Selecione cuidadosamente seus amigos e rodeie-se de pessoas positivas e respeitosas. Evite relacionamentos tóxicos ou nocivos.

Em resumo, lidar com a insegurança nos relacionamentos pode ser desafiador, mas é possível encontrar e manter amizades saudáveis e significativas. É importante lembrar que todos experimentam dificuldades, e que é possível aprender e crescer a partir dessas experiências.

Fonte: @rabbitdigital

Você já incentivou a criatividade do seu filho hoje?

Nós sabemos que as crianças possuem muita energia e nem sempre os pais conseguem pensar em atividades criativas para ajudar os pequenos a lidarem com isso, mas antes de dar algumas dicas, vamos entender o que é a criatividade.

Segundo Adriana Friedmann, coordenadora do Mapa da Infância Brasileira e do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Simbolismo, Infância e Desenvolvimento, criatividade é tudo aquilo que a criança manifesta de forma espontânea, seja com o corpo, com as brincadeiras ou com as artes.

Agora que você já sabe o significado, vamos às dicas:

1 – Ter contato com a natureza:

Além de brincar na grama ou na terra, os pais podem incentivar a produção e o cuidado de pequenas hortas em casa, desse modo, os pequenos conseguem gastar energia de forma consciente;

2 – Brincar de faz de conta:

Incentivar a criação de amigos imaginários, inventar histórias, apresentar contos de folclore, diversificar os gêneros de livros infantis ajuda no desenvolvimento cognitivo e na criatividade;

3 – Se expressão de forma artística:

Pintar, desenhar e recortar são tarefas fundamentais para o desenvolvimento da criatividade e da coordenação motora das crianças e jovens, então não se preocupe com as suas paredes, elas ganharão mais vida com os desenhos.

Lembre-se “Fantasia e imaginação são irmãs gêmeas, digamos assim, e esse universo se expressa muito nas narrativas da criança” – Adriana Friedmann

Fontes: https://www.dentrodahistoria.com.br/blog/familia/desenvolvimento-infantil/estimular-criatividade-criancas/

A importância da leitura na infância

A percepção de mundo começa na infância e evolui de acordo com o nosso amadurecimento pessoal e intelectual, é nesse período que o ato de ler torna-se um dos fatores primordiais em nossas vidas, pois através da leitura começamos a pensar e a analisar a realidade em que vivemos e o ser que somos.

Com isso observamos que o mundo da ficção da literatura infantil alimenta e estimula a inteligência da criança, tornando-a crítica e bem informada, o pequenino começa a estabelecer parâmetros, fazer comparações e tentativas de soluções para os problemas que surgem no seu dia a dia.

A leitura também é acolhedora, um lugar de imaginação, onde eles vivem, sentem e amplia as visões do mundo e podem dar asas a tantos outros.

Fonte: https://www.blogculturainfantil.com.br/post/crian%C3%A7as-e-livros-um-encontro-de-pot%C3%AAncias

Educação Financeira

Atualmente muitas instituições de ensino implantaram a educação financeira desde os primeiros anos da vida estudantil.

A educação financeira infantil é responsável por criar gerações mais responsáveis com o dinheiro. Isso acaba interferindo positivamente em outros contextos, como o consumo consciente, respeito ao meio ambiente, sociabilidade, inteligência emocional, e etc.

Diante da realidade atual, é natural que os pais sintam a necessidade de fazer com que os filhos(as) compreendam a importância de controlar o dinheiro. Afinal, isso fará com que eles se tornem adultos mais conscientes.

Uma grave consequências da falta de aprendizado financeiro existente nos adultos dos dias de hoje é a inadimplência. No Brasil, são 60 milhões de pessoas com contas em atraso, segundo dados do Serasa. É quase metade da população adulta do país, e isso interfere diretamente na economia do pís e seu desenvolvimento como um todo.

Uma pesquisa feita com 150 mil pessoas em 140 países procurou medir o grau de educação financeira mundial. Os dados mostram que, no mundo todo, a cada 3 adultos, 2 são considerados analfabetos financeiros. No Brasil, não é diferente. Apenas 35% dos adultos pesquisados responderam corretamente às questões propostas no estudo, colocando o país na 74º posição no ranking global.

Por isso que as aulas de educação financeira para as novas gerações é de extrema importância para o futuro individual e o futuro de todo o país.

Fonte: https://meubolsoemdia.com.br/Materias/por-que-falar-de-educacao-financeira-hoje-no-brasil

Fiz o Enem, e agora?

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma prova que abre muitas oportunidades para o ingresso no ensino superior. De acordo com o Ministério da Educação (MEC) o resultado oficial do Enem 2022 será divulgado no dia 13 de fevereiro de 2023.

Descubra como você pode usar a sua nota:

1. Ingressar numa instituição de ensino federal;

2. Ganhar uma bolsa de estudo numa faculdade particular, através do Programa Universidade para Todos (Prouni), que oferece bolsas de estudo parciais (50%) e integrais (100%) em instituições privadas;

3. Financiar a faculdade com condições especiais pelo Programa de Financiamento Estudantil (Fies);

4. Entrar direto numa faculdade particular sem necessidade de fazer outra prova específica para determinada faculdade;

5. Estudar numa instituição internacional;                   

6. Começar um curso técnico, através do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec);

7. Incrementar a nota do vestibular.

Fonte: https://querobolsa.com.br/revista/descubra-fazer-nota-enem

Link Imagem: https://br.freepik.com/fotos-gratis/close-up-da-pessoa-que-preencher-questionario-formulario_1027065.htm#query=enem&position=0&from_view=search&track=sph

Como ajudar seus filhos a lidar com os riscos da Internet?

As tecnologias da informação deixam os jovens mais expostos a oportunidades, mas também a riscos, tornando-as alvos fáceis para os criminosos.

Como podemos ajudar os nossos filhos? É fundamental que os pais mantenham um diálogo com os jovens, principalmente com orientações, sobre privacidade, o que não se deve revelar ou postar nas redes, até mesmo impor limites quanto ao uso dos dispositivos móveis e alertar frequentemente sobre o perigo da Internet e das pessoas desconhecidas que estão nela. 

Quando os jovens tem uma orientação clara sobre esse assunto, fica mais fácil, ele distinguir sozinho, quando há algum perigo.

Pais, fiquem atentos aos sinais, jovens que já sofreram algum tipo de “ataque” na Internet, tendem a apresentar uma mudança no comportamento, como: alteração de humor, agressividade, surgimento de medos, isolamento, entre outros.

Caso descubra alguma situação que seu filho já passou, converse com ele e procure uma  Delegacia de crimes cibernéticos, que existem espalhadas pelo território brasileiro, em que todos os tipos de cibercrimes podem ser denunciados. 

Fonte: https://factual900.com.br/exposicao-nas-redes-como-jovens-e-criancas-sao-afetados/

Brincadeiras para educação infantil

As brincadeiras são ferramentas importantes para a aprendizagem das crianças, por meio delas, as crianças passar por estímulos que fazem com que elas se desenvolvam de maneira divertida.

Separamos algumas brincadeiras que estimulam as crianças a se desenvolverem:

 

1.     Pega-pega

A brincadeira chamada de “pega-pega” é uma das mais conhecidas entre as crianças. Não precisa de nenhum material específico e não tem um número certo de participantes.

Essa atividade é ótima para desenvolver o senso de direção das crianças, assim como a agilidade, raciocínio e rapidez.

 

2.     Bobinho

Como funciona: Os participantes fazem um círculo e tocam a bola uns para os outros. Uma criança é escolhida para ficar no centro da roda e tentar pegar a posse de bola.

Nesse exercício são trabalhados conceitos como coordenação e agilidade, além de outras habilidades motoras.

3.Corre cotia

“Corre cotia” é uma mistura de brincadeira de roda com “pega-pega”, onde também é aperfeiçoada a coordenação, equilíbrio, rapidez e atenção. É ainda uma atividade que exige a confiança dos participantes.

Gostaram das dicas de atividades?

Fonte: https://www.todamateria.com.br/brincadeiras-para-educacao-infantil/

Habilidades Socioemocionais

Muito tem se falado das habilidades socioemocionais, mas, vocês sabem quais são elas?

As habilidades socioemocionais, ou não-cognitivas, são competências que podem ser aprendidas, tanto em casa, quanto na escola, são elas:

  • Autoconsciência.
  • Autogestão.
  • Consciência social.
  • Habilidades de relacionamento.
  • Tomada de decisão responsável.

Com as mudanças que estamos passando, na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), as competências socioemocionais, estão presentes nas 10 competências gerais, mostrando a importância delas.

Fonte da imagem: <a href=’https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/interagir’>Interagir vetor criado por storyset – br.freepik.com</a>

 Fonte texto: https://www.somoseducacao.com.br/como-sua-escola-pode-trabalhar-as-habilidades-socioemocionais/

Dica de Brincadeira: O Mestre mandou

1) Junte os jogadores: Na forma original, todos ficam em pé durante a partida, mas isso não impede que se jogue sentado.

2)Escolham alguém para ser o mestre: Entrem em um consenso para decidir quem será o mestre; a pessoa escolhida deverá ficar de frente e visível para os outros.

3) Saiba jogar de mestre: Ele é o líder do grupo de ouvintes e dá ordens a todos. Começa a ordem dizendo “O mestre mandou” e o objetivo do jogo é eliminar o máximo possível de ouvintes, até que reste somente um.

4) Saiba jogar de ouvinte: Eles devem prestar muita atenção ao que o mestre ordenar, afinal de contas, ficam fora do jogo quando erram e se ele começar uma frase com “O mestre mandou…”, todos devem obedecer.

5) Seja o mestre e dê as ordens: Você deve eliminar o máximo de ouvintes que puder, portanto seja esperto e dificulte a tarefa deles.

6) Seja atencioso e obedeça: Seu papel é prestar atenção ao que o mestre diz e obedecê-lo; nunca se esqueça de que vence quem ficar por último no grupo.

7) Comecem uma nova partida e continuem a brincadeira até que reste somente um ouvinte na roda. Ele será considerado o vencedor e será o próximo mestre.

Fonte texto: pt.wikihow.com
Fonte imagem: <a href=’https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/recreio’>Recreio foto criado por gpointstudio – br.freepik.com</a>